clinica dentaria jardim dos arcos implantes

Implantes Dentários

Com o surgimento dos implantes dentários, a reabilitação dos dentes em falta ficou bastante facilitada. As antigas soluções como sejam as “Dentaduras postiças” e mesmo as Pontes fixas”,  na grande maioria dos casos não são a 1ª opção (excepto em casos de falta de osso localizado ou generalizado ou por razões meramente económicas se bem que hoje em dia por exemplo fazer um implante de 1 dente em falta é mais barato e conservador que fazer uma ponte de 3 dentes que implica na maioria dos casos desvitalizar os 2 dentes vizinhos do espaço sem dente e desbastá-los/ prepará-los para servirem de pilares sobre os quais a ponte vai ser colada/cimentada com todos os custos que lhe estão associados!

O que é um Implante Dentário?

Um implante dentário é uma “bucha” em titânio que substitui a raiz natural do dente em falta e ao qual irá ser aparafusada uma coroa/dente artificial, após cicatrização/osteointegração do implante, processo que demora cerca de 12 a 24 semanas. No final da osteointegração o implante fica completamente integrado no tecido ósseo sendo impossível por exemplo desaparafusá-lo do osso!

Já a coroa ou dente artificial pode ser removida se necessário, basta para isso remover a proteção de resina e desaparafusar o pequeno parafuso que é utilizado para fixar a coroa ao implante. Que fique claro que o Implante é uma peça independente da coroa ou dente artificial. A coroa ou dente artificial será fixada ao implante por um parafuso que entra num pequeno orifício  mais ou menos central da coroa, orifício esse tapado e disfarçado no final com uma resina da cor do dente.

Em que situações se podem utilizar implantes?

  1. Quando falta apenas um dente. Nestas situações coloca-se um implante independente, tornando-se desnecessário preparar qualquer dente adjacente saudável (ao contrário do que acontecia com as antigas Ponte fixas a dentes naturais).
  2. Quando faltam mais que 3 dentes seguidos. Nestas situações são colocadas pontes fixas a 2 ou mais implantes (consoante o nº de dentes em falta, localização e tipo de mordida) evitando-se assim o recurso a próteses removíveis que além de encherem muito a boca, podem favorecer a formação de cáries nos dentes remanecentes.
  3. Quando faltam todos os dentes de uma arcada. Nestes casos a solução mais confortável é o All-on-X ou seja colocam-se X implantes na arcada (inclusive podem ser colocados no mesmo dia que se façam extrações de dentes comprometidos) e fazem-se moldes de forma a colocar uma prótese fixa provisória no mesmo dia da colocação dos implantes. Após cerca de 3 a 4 meses refazem-se os moldes para construção da prótese definitiva que substituirá a prótese provisória colocada no dia da colocação dos implantes.

Como se colocam os implantes?

É um processo relativamente simples e sobretudo previsível. É feita sob anestesia local sempre de forma ambulatória. Após 3 a 4 meses (período de cicatrização varia consoante o tipo de osso encontrado, do procedimento cirúrgico, uso de biomateriais).

O dente/coroa pode ser aplicado no mesmo dia da colocação do implante?

Tal procedimento chama-se colocação de implante em carga imediata e só se fazem em casos muito particulares em que o tipo de osso e tipo de mordida são favoráveis:

  1. Dentes anteriores, sobretudo incisivos;
  2. Arcadas totais (ausência de todos os dentes de uma arcada dentária). Ex. All-on-X.

Como me sentirei durante o período de cicatrização?

A recuperação depende do procedimento cirúrgico mas de forma geral é rápida e o paciente pode retomar a sua vida normal num curto espaço de tempo. Alguns exemplos:

  1. Colocação de implantes dentários simples. As dores são facilmente controláveis mesmo que se tenha de recorrer a analgésicos ou anti-inflamatórios não esteroides. Raramente aparecerá edema da face (cara inchada). Duma maneira geral pode trabalhar no dia seguinte. Requer cuidados com a alimentação durante 1 semana.
  2. All-on-X. As dores são facilmente controláveis com recurso à medicação prescrita. É esperado inchaço e aparecimento de nódoas negras. Normalmente estará em condições de regressar ao trabalho após 3 a 4 dias. Requer cuidados com a alimentação durante 2 a 3 semanas.
  3. Colocação de implantes com enxerto de seio maxilar em simultâneo (Sinus-Lift). As dores são facilmente controláveis com recurso à medicação prescrita. Normalmente estará em condições de regressar ao trabalho no dia seguinte. Requer cuidados com a alimentação durante 8 a 10 dias, não deve fazer viagens de avião durante 3 semanas.

Pode haver rejeição dos implantes dentários?

Os implantes são fabricados com titânio cirúrgico ou de grau 5, um material biocompatível, inerte e estável. Todos os anos são colocados milhões de implantes e os resultados são cada vez melhores frutos da nova tecnologia com que são fabricados. Na vez de rejeição devemos falar em insucesso que se cifra na ordem dos 2% ou seja êxito praticamente total!

Por tudo o que foi escrito deve-se pensar nos implantes dentários como um bom investimento na sua saúde, seja pela sua durabilidade, fácil manutenção e comodidade. Uma solução que seguramente lhe dará confiança, satisfação e irá melhorar a sua qualidade de vida.

Não pense mais !

1
Olá,
Como podemos ajudá-lo?
Powered by